EDIFÍCIOS INTELIGENTES: TECNOLOGIAS DE AUTOMAÇÃO PARA SUSTENTABILIDADE

EDIFÍCIOS INTELIGENTES: TECNOLOGIAS DE AUTOMAÇÃO PARA SUSTENTABILIDADE

Além de comodidades e segurança, o maior trunfo dos edifícios inteligentes hoje é a economia que proporcionam em custos diretos e indiretos. O principal deles? Energia. E neste aspecto as tecnologias de automação – mais recentemente a IoT (Internet das Coisas) – premiaram os sistemas aplicados em edificações residenciais, comerciais e corporativas com soluções verdadeiramente sustentáveis.

Gustavo Vazzoler, Gerente de Negócios de Produtos Prediais da ABB BRASIL, confirma: “A eficiência energética está intimamente ligada à automação. O conceito de edifícios inteligentes ganha força com o cenário de transformações pelo qual estamos passando, com o aumento da preocupação com o uso racional de recursos combinado à chegada da Quarta Revolução Industrial e da Revolução da Energia. Em um primeiro momento, é importante considerar o consumo real do ambiente. A partir da medição, é possível adotar soluções que podem trazem ganhos, sem perda de performance operacional”, explica.

“Edifícios eficientes de energia tornaram-se uma tendência na arquitetura de automação de edifícios. Com o aumento de tarifa e o consumo energia, a eficiência de sistemas de automação, incluindo sistemas de edifícios inteligentes, vem se tornando um forte ramo de trabalho e necessidade, tendo um aumento de demanda em edifícios residenciais, que até então a preocupação com eficiência energética era ainda difícil de justificar no orçamento”, comenta Antonio Araujo, Diretor Técnico da DELTA ELECTRONICS BRASIL. Ele adiciona que elevadores inteligentes com movimentação estratégia, ou utilizando inversores com energias regenerativas, vêm sendo uma das tendências em prédios inteligentes.

João Paulo Oliveira, Diretor Comercial da JOHNSON CONTROLS, analisa que a busca por equipamentos e produtos mais eficientes (ar condicionado, ventiladores, bombas e lâmpadas) desde a implementação e também em retrofits deixou de ser uma tendência e hoje é uma realidade. “Tem sido cada vez mais comum a implementação de sistemas de automação que permitem maximizar a eficiência desses equipamentos, baseando-se no monitoramento full time com dados online e com tomadas de decisão on time. Com o advento da Internet das Coisas (IoT), tornando possível a interligação de vários dispositivos, do Big Data (grande quantidade de dados disponíveis para análise) e de soluções em nuvem, existe um caminho mais fácil e rápido para que um empreendimento com investimento de rápido retorno tenha sua operação maximizada, aumentando a disponibilidade dos equipamentos e, ao mesmo tempo, diminuindo seus custos energéticos”, ensina.

“A eficiência energética é um dos principais pilares da Automação Predial e sua importância aumentou nos últimos anos por conta do crescimento dos custos de energia”, reitera Mauro Caruso Carrenho, Gerente de EcoBuildings da SCHNEIDER ELECTRIC BRASIL. Ele ilustra que a implementação de uma solução de eficiência energética aborda monitoramento e controle das cargas do edifício, de forma a possibilitar informações detalhadas e setorizadas de consumo, permitindo ao usuário, por exemplo, avaliar qual é o andar de seu edifício que tem maior demanda ou comparar o uso do ar-condicionado, iluminação, tomadas e outros. “Além desses aspectos, a solução de eficiência energética deve considerar os fatores de segurança e conforto do usuário”, lembra.

Marcelo Lopes Moreira, Coordenador de Produtos da Divisão Building Technologies da SIEMENS, observa que, na falta de novos investimentos devido à crise, os clientes se preocupam cada vez mais com os custos operacionais para otimizar sua operação e ganhar competitividade, e os custos de energia possuem um potencial enorme de redução. “Para se obter o máximo do potencial de eficiência energética através da automação predial é necessário que haja uma integração dos projetos elétricos, ar-condicionado, iluminação e do projeto arquitetônico. Dessa forma, é possível desenvolver soluções integradas entre automação de HVAC, sombreamento e dimerização, que visam aproveitar a iluminação externa, mas sem permitir que a radiação aumente a temperatura ambiente”, destaca.

MERCADOS E SOLUÇÕES
As soluções da ABB BRASIL para residências e edifícios visam tanto o mercado B2C quanto o B2B. A companhia fornece equipamentos e soluções que podem ser aplicados de residências familiares a edifícios comerciais, como hospitais, estádios de futebol, hotéis, grandes centros comerciais e outros. Para o mercado residencial, oferece o ABB-free@home, de fácil instalação e aplicações mais simples. Para edifícios comerciais, a solução é o KNX, que permite funcionalidades mais completas. “Quando falamos em soluções para edifícios inteligentes, somos capazes de atender a cadeia completa de fornecimento, da tomada à automação dos equipamentos, passando pela distribuição da energia elétrica. As soluções são desenvolvidas com internet embarcada, levando os benefícios da Internet das Coisas (IoT) para os clientes. Quando falamos em edifícios inteligentes, as soluções permitem reunir, em uma mesma plataforma, ações de infraestrutura, como segurança e iluminação. Toda a oferta de automação da empresa contempla IoT, permitindo, inclusive, a conexão e a troca de dados com produtos de outros fabricantes disponíveis no mercado”, justifica Vazzoler.

O foco da DELTA ELECTRONICS BRASIL no mercado de automação predial é atender aplicações de grande porte, cuja necessidade envolve inversores e sistema de controle unificado. “Temos um segmento denominado Solução Ethernet Industrial, que atende aos requisitos da Internet das Coisas para integrar sistemas ou dispositivos remotos. A solução DIACLOUD oferece serviço na nuvem em conjunto com o modem DX2100; os equipamentos podem se conectar via chip de dados e trocar dados entre si, o que conceitualmente se denomina M2M (machine to machine). O DIACLOUD auxilia no gerenciamento remoto de edifícios, oferecendo velocidade de resolução de problemas, diminuindo os custos de serviços de manutenção, como, por exemplo, quando um elevador necessita de reparo, podendo ser acessado e analisado remotamente”, esclarece Araujo. Vale lembrar que as subsidiárias da companhia – a Delta Controls e a Loytec – fornecem uma ampla gama de produtos de controle e gestão de edifícios com suporte multiprotocolo, como software de gestão de edifícios com uma interface de usuário intuitiva, controladores programáveis, gateways, painéis tipo touch screen, controladores de iluminação e controladores de sala.

Desde produtos para controle plug and play de um rooftop ou splitão instalados em supermercados ou rede de varejo, até produtos para laboratórios com salas limpas que exigem sistemas de validação para rastreamento da temperatura e pressão para a produção do medicamento, compõem o portfolio da JOHNSON CONTROLS. O Diretor Comercial anuncia que em abril passado a empresa fez o lançamento no Brasil do Metasys Enterprise Management, segundo ele, um grande passo para a Internet das Coisas em sistemas de edifícios. “Uma solução de software analítico baseado na nuvem, que coleta e, proativamente, analisa e simplifica a exibição de dados de equipamentos e medidores de insumos (energia, água, gás, etc.), que utiliza o recurso de detecção e diagnóstico de falhas para notificar e permitir a criação online de ordens de serviço quando um equipamento desvia de seu comportamento pré-configurado. O objetivo é fechar o ciclo: medir, detectar falhas, emitir ordens de serviço de reparo e voltar a medir para acompanhar o resultado. Dessa forma, entregar uma solução para edifícios e/ou clientes multi-sites como rede de hotéis, rede de varejo, rede de shoppings, etc.”, sublinha.

Os principais clientes da SCHNEIDER ELECTRIC BRASIL no setor de edifícios inteligentes são hospitais, data centers, hotéis e edifícios comerciais. Para atendê-los, desenvolveu o EcoStruxure, arquitetura aberta e interoperável, voltada para a IoT e composta por três camadas: produtos conectados, supervisão e controle, e apps analíticos & serviços. E, a partir desse conceito, foram criadas soluções dedicadas para cada um dos mercados: EcoStruxure for Healthcare, EcoStruxure for Data Center e EcoStruxure Building Operation. O Gerente de EcoBuildings da empresa demonstra: “Na primeira camada do EcoStruxure, que é a de produtos conectados, estão os equipamentos inteligentes, desde os “smart panels” (painéis elétricos inteligentes de média e baixa tensão, controlados e monitorados via redes de comunicação), até dispositivos de controle de iluminação e sensores de campo inteligentes e comunicáveis (pelos quais é possível extrair informações e realizar controle de maneira fácil e digital, tanto para fins de conforto quanto para eficiência energética). Todos são conectados por meio de cabeamento estruturado. Na segunda camada estão os softwares para supervisão e controle dos produtos conectados. Eles trabalham na gestão de todos os dispositivos da rede, transformando os dados provenientes do campo em informações detalhadas sobre o funcionamento de todo o edifício inteligente. Na última camada, a de aplicativos, análises e serviços, em que são extraídas e analisadas as informações do edifício; o resultado são informações precisas, desde sugestões de melhorias em eficiência operacional, reduções de custos e consumos energéticos até informações para manutenção preventiva e preditiva, tornando o ambiente realmente inteligente e completamente inserido na IoT”.

O Coordenador de Produtos da Divisão Building Technologies da SIEMENS entende que todo empreendimento possui potencial para automação, com diferentes aplicações. “Nossas soluções visam fazer a automação dos sistemas existentes no prédio, focados em automação de HVAC, utilidades e elétrica. Além disso, temos também soluções para controle de iluminação integrado com sombreamento que incluem diversos sensores, tanto internos quanto meteorológicos. Esse sistema permite também integração com múltiplas tecnologias de dimerização, inclusive DALI”, assegura. Moreira inclui o software Desigo CC, que possui em seu DNA a integração de múltiplos sistemas em uma única plataforma, através de protocolos padronizados. “Todos os sistemas prediais podem ser conectados na plataforma, nomeadamente a automação predial, proteção contra incêndio, sistema de acesso e segurança, circuito de câmeras, sistemas elétricos e até sistemas de automação industrial. Constantemente são desenvolvidas novas interfaces de comunicação, possuindo além dos protocolos BACnet e Modbus, mais comumente utilizados, os protocolos OPC, SNMP e até IEC61850. No entanto, não é apenas na integração dos sistemas existentes em um edifício que nos focamos. Buscamos, através da nossa plataforma MindSphere, permitir aos usuários conectar todos seus empreendimentos na nuvem e realizar análises para buscar maior eficiência energética e realizar manutenção preditiva de seus equipamentos, dentre outras infinitas possibilidades”, acentua.

NÚMEROS
Vazzoler elenca alguns dos principais benefícios que as aplicações para edifícios inteligentes da ABB BRASIL podem trazer: eficiência energética, redução de impacto ambiental, segurança, conforto e flexibilidade. “Um bom case é a experiência da própria fábrica da companhia em Sorocaba. Em 2016, implantamos um projeto de eficiência energética que reduziu o consumo de energia em 50% nas áreas de escritórios, com a instalação do sistema KNX, que automatizou o controle das luzes e do ar condicionado. O retorno sobre o investimento varia de acordo com o nível de automação aplicado em cada projeto. Quando maior o investimento em automação, mais rápido será o retorno. A empresa estima que o investimento retorne dentro de dois a cinco anos, dependendo do nível de automação aplicada”, considera.

O Diretor Técnico da DELTA ELECTRONICS BRASIL cita os dados da Associação Brasileira de Automação Residencial (Aureside), os quais apontam que o mercado global de automação tem projeção de crescimento anual de 11,36% entre 2014 e 2020. “Estima-se que, no Brasil, 300 mil casas possuem automação. Porém, o potencial atual para fornecimento de equipamentos é para 1,8 milhão de casas. Porém, o setor da Automação Predial e Residencial nacional experimentará uma retomada lenta; para alavancar mais o mercado o Governo Brasileiro precisa criar incentivos para a utilização de energias renováveis, visando ampliar a utilização de inversores solares em ambientes puramente residenciais”, sugere.

A JOHNSON CONTROLS registra casos com paybacks em menos de um ano (principalmente em automação de Centrais de Água Gelada), e investimentos maiores com retornos em até três anos (contemplando todo um empreendimento). “Porém, não se trata apenas do retorno financeiro, existem benefícios intangíveis também. Os atuais sistemas de automação aumentam a confiabilidade dos equipamentos, melhoram o nível de conforto dos usuários, além da possibilidade de uma interação com público, o que permite educar com dicas de redução de consumo e apresentar a comparação da situação atual do empreendimento com outras referências, agregando a ideia de sustentabilidade”, orienta Oliveira.

O Gerente de EcoBuildings da SCHNEIDER ELECTRIC BRASIL declara que em um edifício convencional se vê muita ineficiência. “Com a automação predial, automatizamos o que fazemos e o que também não fazemos como, por exemplo, desligar a iluminação e ajustar a temperatura quando o espaço não está ocupado. A maioria dos edifícios fica desocupada por aproximadamente 50% do tempo; aplicando essas tecnologias já se pode atingir uma redução de 30% no consumo”, atesta. “Nosso headquarter, Le Hive, é um exemplo disso. Para tornar o edifício em um prédio inteligente e diminuir o consumo de energia, inicialmente aplicamos nosso sistema de automação predial. Com isso, a conta de eletricidade foi dividida por dois e, após essa etapa, foram instalados três mil sensores inteligentes, permitindo que entendêssemos todo o comportamento e as tendências de ocupação e uso do local. Por meio de nossa plataforma EcoStruxure e com os dados obtidos pelos sensores, foram feitas análises que resultaram em uma notável melhoria operacional. Assim, pudemos novamente dividir o consumo energético por dois – o que significa que tivemos uma redução de despesas de quatro vezes, com um retorno do investimento em menos de três anos”, afiança.

“Comumente, os sistemas de iluminação e ar-condicionado podem alcançar até 80% do consumo energético de um prédio. Quando são desenvolvidos projetos integrados, que permitem a maior amplitude de aplicação do sistema de automação, o retorno de investimento costuma acontecer de dois a três anos, reduzindo-se em média 35% do custo energético”, constata o Coordenador de Produtos da Divisão Building Technologies da SIEMENS. “Em sistemas conectados, esse retorno pode ser ainda mais curto, graças à possibilidade de realizar análises mais complexas, comparativos entre múltiplos empreendimentos e manutenção preditiva, reduzindo custos com equipamentos danificados”, conclui.

O conhecimento e a experiência com a IoT na indústria concede certa vantagem a esses players nas aplicações que envolvem o mercado de edifícios inteligentes. E, sem dúvida, o conceito criado pelo pesquisador britânico do Massachusetts Institute of Technology (MIT), Kevin Ashton em 1999, é um aliado sem precedentes em tempos de destempero econômico e imposição de controle nos custos energéticos.

Sílvia Bruin Pereira – Editora – REVISTA AUTOMAÇÃO

ABB LEVA EXPERIÊNCIA DE CASA INTELIGENTE A NOVOS PATAMARES COM SOLUÇÕES AMAZON E SONOS

Funções de automação residencial líderes de mercado Amazon Alexa e um sistema de som sem fio da Sonos aprimoram ainda mais a proposta de casa inteligente ABB Ability com o ABB-free@home.

A ABB acaba de selar parcerias com a Amazon e a Sonos e agora os consumidores podem controlar simplesmente até 65 funções, incluindo iluminação, persianas, segurança e aquecimento, com o ABB-free@home por meio de um painel de controle via tablet ou smartphone ou com acesso remoto. Agora as soluções Amazon Alexa e Sonos estão integradas dentro da mesma plataforma aberta de automação residencial.

A ABB está na vanguarda do mercado com seu portfólio ABB Ability de soluções conectadas e baseadas em software desenvolvidas para automação residencial e predial com um vasto leque de aplicações. Agora, a ABB está em parceria com outras líderes de mercado para oferecer uma experiência integrada a fim de que os consumidores possam ter ao seu alcance a última palavra em tecnologia para sua comodidade: comandos de voz via Alexa para acender as luzes e personalizar o ambiente com a configuração do sistema de som em diversos cômodos, além de proporcionar eficiência energética no controle de iluminação, aquecimento e persianas.

A integração com o Amazon Alexa permite o controle via voz de até 65 funções dentro do ABB-free@home, bem como por meio do aplicativo ou plataforma online my ABB Living Space. A ABB oferece um recurso próprio de ativação via voz para os consumidores que preferem não usar a solução Alexa.

Os alto-falantes da Sonos podem ser controlados pelo aplicativo, pelos sensores e pelos painéis de toque do ABB-free@home. Os usuários poderão ver e criar grupos de alto-falantes, além de iniciar, parar, silenciar e pular músicas, bem como ajustar o volume, tendo assim a possibilidade de integrar suas músicas favoritas em cenas pré-selecionadas.

O presidente da Divisão de Produtos de Eletrificação da ABB, Tarak Mehta, comentou a notícia. “Com o ABB-free@home, somos verdadeiros pioneiros no segmento de casas inteligentes, no qual o ABB Ability pode levar os benefícios da digitalização a consumidores em qualquer lugar”, disse. “Abrimos a oportunidade de soluções de automação mais fáceis e de custo mais acessível. Continuaremos colaborando com outros líderes para aprimorar a experiência dos nossos consumidores em uma única plataforma. Mais de um milhão de unidades do ABB-free@home foram vendidas desde 2014. Integração e inovação são fatores-chave de sucesso para garantir uma interface de usuário agradável com uma funcionalidade em evolução desenvolvida por diferentes marcas.”

O mercado de automação residencial deverá atingir um valor superior a US$ 100 bilhões até 2022, segundo analistas do setor. As soluções para residências e prédios mais inteligentes da ABB beneficiam várias aplicações, como casas, edifícios residenciais, hotéis, edifícios comerciais e áreas de entretenimento. Na Alemanha, na Holanda e na Áustria, esses produtos estão disponíveis pela marca Busch-Jaeger.

“Os consumidores querem funções de casa inteligente que tornem suas vidas mais confortáveis e os ajudem a contribuir para um planeta mais sustentável”, prosseguiu Mehta. “Continuamos desafiando os limites e a inteligência artificial nesse segmento, o que irá nos ajudar a dar um grande salto com soluções que se antecipam ao funcionamento de uma casa, desligando coisas por meio de sensores que detectam quando o prédio está vazio, acionando automaticamente o aquecimento quando o GPS detecta que você vai chegar em 15 minutos em casa e aprendendo sobre suas preferências de controle de iluminação e som.”

www.abb.com

DELTA GREENTECH BRASIL LANÇA MODELOS DE MEDIDORES DE ENERGIA WIRELESS DPM-C520W E SEM DISPLAY DPM-D520I

Delta Automação Industrial apresenta nova linha de medidor de energia WiFi DPM-C520W, que fornece uma porta serial RS-485 Modbus RTU para comunicar dados com CLPs ou outros sistemas locais.

O medidor de energia com antena wireless DPM-C520W possibilita medições de dados de gerenciamento e monitoramento de energia para tensão trifásica ou monofásica, corrente, potência ativa, potência reativa, potência aparente, fator de potência, frequência, consumo Watt/h e energia reativa. Medições de harmônicas é medida para corrente e tensão da 2º harmônica até o 31º harmônica.

O DPM-C520W oferece comunicação sem fio por WiFi em rede local, facilitando a instalação em novas máquinas ou existentes que não possuem um ponto de acesso cabeado tradicional. Isso permite monitoramento remoto e coleta de dados para sistemas SCADA ou software de gerenciamento de energia. Além disso, o medidor fornece uma porta serial RS-485 Modbus RTU, para comunicar dados com CLPs ou outros sistemas locais. Um recurso de agrupamento de parâmetros aumenta a eficiência da comunicação para agilidade da informação, aumentando assim a taxa de transmissão e diminuindo o tráfego das informações.

Os medidores sem display DPM-D520I têm tamanho compacto e montagem em trilho DIN, permite monitoração de alimentadores e entradas de energia em pequenas e médias instalações sem a utilização de transformadores de corrente e de potência até 63 A. O medidor D520I ainda possibilita registro de demanda mensal, o operador pode selecionar a data de fechamento da demanda do mês.

Todos os medidores da Delta atendem à norma IEC62053-22 Classe 0.5S para precisão de energia. Possui um display de LCD grande possibilitando a leitura de quatro medições simultâneas, possibilidade de trocar idiomas. O medidor C520W atende as normas de segurança UL e CE. Funções de calendário estão disponíveis para configuração e registro de dados automaticamente e uma ferramenta guarda até dois meses de medidas e 500 alarmes de histórico.

Os medidores DPM são compactos, versáteis e precisos, fazendo os produtos de Automação Industrial da Delta os mais confiáveis em controle e medição no mercado. Eles são o produto ideal para aplicações de gerenciamento de custos de última geração, fornecendo os recursos de medição necessários para alocar o uso da energia, realizar a medição e rateio entre locatários, identificar economias de energia, otimizar a eficiência e utilização de equipamentos, e realizar uma avaliação de alto nível da qualidade de energia em uma rede elétrica.

http://bp.delta-americas.com/IndustrialAutomation/Power-Meters

NOVA PLATAFORMA DA JOHNSON CONTROLS TRANSFORMA DADOS DO SISTEMA PREDIAL EM INSIGHTS ACESSÍVEIS

A Johnson Controls apresenta o Metasys® Enterprise Management, uma plataforma de aperfeiçoamento abrangente, analítica e baseada em nuvem que analisa de forma proativa os dados de energia e os equipamentos do edifício para identificar problemas, falhas e oportunidades de melhoria de desempenho e de economia operacional.

O Metasys Enterprise Management trabalha com o sistema de automação predial Metasys, outros sistemas de automação predial e medidores de energia que suportam a comunicação IP da BACnet para extrair quantidades esmagadoras de dados e transmiti-las com segurança para a nuvem, onde são transformadas em informações acessíveis.

Os recursos de gerenciamento de energia coletam, analisam e exibem informações automaticamente para todos os medidores físicos e virtuais configurados na operação das instalações. A demanda e o consumo de energia são agregados e exibidos usando painéis intuitivos e prontos para uso.

Análises poderosas eliminam 24×7 problemas relacionados à energia e aos equipamentos. O Metasys Enterprise Management também fornece informações acionáveis por meio do recurso FDD (Detecção e diagnóstico de falhas), como parte do conjunto de recursos de gerenciamento de equipamentos. Este recurso altamente eficaz permite que os operadores do edifício tomem ações corretivas por meio de ordens de serviço orientadas pelo FDD.

O recurso Manutenção de Ativos permite que os usuários gerem e rastreiem ordens de serviço e ações de manutenção, verifiquem o feedback e o status do relatório de serviço e meçam o desempenho das equipes de manutenção por meio de indicadores-chave de desempenho – tudo em uma única plataforma.

O recurso Kiosk fornece uma exibição interativa personalizável que usa dados de energia para que os clientes possam promover, informar e educar as partes interessadas do edifício sobre como melhorar o desempenho do sistema, os esforços de sustentabilidade e muito mais.
“O Metasys Enterprise Management ajuda os clientes a fechar o ciclo, fornecendo uma solução de plataforma única que identifica uma falha, sugere a ação corretiva apropriada, permite que os usuários criem uma ordem de serviço e acompanhem o progresso em direção à solução”, comenta Sudhi Sinha, vice-presidente de negócios de dados habilitados da Johnson Controls. “O resultado é o tempo reduzido na tarefa, maior vida útil do equipamento e menores custos de energia. Tão importante quanto isso, o Metasys Enterprise Management oferece aos usuários uma maneira de demonstrar o retorno dos investimentos no edifício.”

O Metasys Enterprise Management é fácil de configurar e de usar, tornando-o quase imediatamente operacional. Sua arquitetura de sistema é escalonável às necessidades de energia da instalação e aos requisitos de monitoramento de equipamentos, capazes de acomodar edifícios e sistemas de complexidade, tamanho e escopo variados.

“Apesar de o software ser potente e possuir muitos recursos, a exibição de todos os dados é feita por meio de dashboards simples e fáceis de entender, permitindo aos usuários uma tomada de decisão mais rápida e eficiente”, comenta Waldemar Scudeller Jr, gerente geral Brasil da Johnson Controls.

Como o Metasys Enterprise Management é fornecido e ativado por meio de licenças baseadas em nuvem com várias opções de assinatura, a plataforma pode atender ao orçamento e às necessidades de qualquer organização e garantir que os clientes possam ficar atualizados com atualizações e aprimoramentos frequentes. “Dessa forma, conseguimos implementar a solução em quaisquer segmentos ou tamanhos de edifícios”, complementa Scudeller Jr.

www.johnsoncontrols.com/buildings/building-management/MEM

KNX PRO DA SCHNEIDER ELECTRIC PERMITE AUTOMAÇÃO RESIDENCIAL COMPLETA

Sistema para controle de edifícios inteligentes pode ser conhecido na CasaE, projeto de ecoeficiência da BASF.

A automação residencial tem ganhado cada vez mais espaço no mercado brasileiro, e, com a previsão de retomada da construção civil para 2018, a tendência é que essa tecnologia passe a ser ainda mais utilizada. Segundo dados da Associação Brasileira de Automação Residencial (Aureside), atualmente, cerca de 300 mil casas já contam com essa funcionalidade no país e seu potencial de implementação pode suprir até 1,8 milhão de casas. Como líder na transformação digital em gestão da energia elétrica e automação, a Schneider Electric está presente nesse setor, com soluções de gerenciamento de ambientes para maximizar a flexibilidade, o conforto, a segurança e a eficiência energética em edifícios inteligentes.

Uma das principais soluções que a companhia francesa fornece é o sistema KNX, tecnologia para automação residencial que proporciona operação intuitiva, com aplicações personalizáveis e remotas (via dispositivos móveis) e combina todas as principais funções residenciais. As interfaces KNX Pro dispõem de vários recursos, como: controle de luminosidade, sensores de movimento e presença, comando liga/desliga, gestão de temperatura ambiente, abertura ou fechamento de persianas, entre outras opções.

“Poder contar com a automação residencial na rotina diária, vai muito além de apenas fechar as janelas em caso de possíveis chuvas ou de desligar os equipamentos eletrônicos de modo remoto: reflete diretamente na redução do consumo de energia, de custos operacionais e ainda permite que seus usuários tenham mais comodidade, proteção e conveniência em seu dia a dia”, afirma o vice-presidente de Buildings na Schneider Electric, Klecios Souza.

O KNX, que pode ser aplicado a todo tipo de construção, está em demonstração na CasaE, casa de ecoeficiência que funciona como um catálogo vivo da BASF e parceiros para promover sustentabilidade e inovação no setor da construção civil, e é aberta à visitação do público. “Para nós, desenvolver tecnologias que propiciam eficiência energética e sustentabilidade é motivo de orgulho e vem ao encontro do nosso core business”, completa Souza.

Além do KNX, também fazem parte da CasaE interruptores e tomadas da Schneider, que contam com placas personalizadas, cores sofisticadas, funções multimídia como entrada USB, tomadas com proteção para crianças e produtos antibacterianos. Na CasaE, foram instaladas as linhas Unica e Orion, e, na Casa Econômica, projeto que propõe um sistema construtivo que permite construir com mais rapidez e ter eficiência energética, foram instalados interruptores da linha Miluz.

www.schneider-electric.com.br/pt/

DESIGO CC PARA APOGEE

The latest version of the Desigo building automation system from Siemens includes many new components. Desigo Control Point makes the handling of a building even more user-friendly, and thanks to the new PX Compact Controller with island bus, more data points can be covered. In addition, room automation has been expanded with new application types for heat pumps as well as in the field of air regulation, especially for clean rooms and laboratories. Cost-optimized room operator units, a KNX-PL link light dimmer and a new KNX PL-Link rotary actuator designed for use with 6-way ball valves complete the portfolio of the new Desigo version.
Die neuste Version des Siemens-Gebäudemanagementsystems Desigo enthält zahlreiche neue Komponenten. Mit Desigo Control Point können Gebäude nun noch benutzerfreundlicher bedient werden und dank eines neuen Kompaktreglers mit Island-Bus ist es möglich, mehr Datenpunkte zu bedienen. Auch die Raumautomation wurde im Bereich Luftregelung speziell für Reinräume und Labore sowie mit neuen Anwendungen für Wärmepumpen weiterentwickelt. Kostenoptimierte Raumbedieneinheiten, ein Dimmer mit KNX-PL- Link-Anbindung sowie ein neuer Stellantrieb mit KNX-PL-Link speziell für 6-Weg-Regelkugelhähne runden das Portfolio der neusten Desigo-Version ab.
A Siemens integra o sistema de automação predial mais confiável ao novo e inovador centro de controle.

O Desigo CC aumenta a potência do sistema de automação predial Siemens APOGEE®. O APOGEE, a marca mais confiável no mercado, está instalado em milhares de localidades em todo o mundo. O Desigo CC dá nova dimensão aos recursos do APOGEE, dando a você um nível mais inteligente de integração, desempenho e eficiência para seus sistemas prediais centrais.

O Desigo CC para APOGEE oferece informações centralizadas e controle único dos sistemas prediais de automação, segurança e proteção contra incêndio, ajudando você no alcance de resultados melhores. Você obtém o melhor do APOGEE com uma interface inteligente, fácil de usar.

Interface melhorada – A Automação Predial APOGEE permite a você tomar decisões mais inteligentes. Como base de controle da sua plataforma, ele capta informações utilizáveis e em tempo real. O Desigo CC para APOGEE fornece uma interface simplificada para essas informações. Ela exibe dados da maneira em que você está interessado, permitindo a definição de estratégias mais inteligentes e efetivas. O design único é capaz de antecipar seus próximos passos e se adaptar as suas necessidades. Você pode selecionar parte da instalação em que você está interessado e o Desigo CC orientará você até a informação mais importante.

Com o Desigo CC como peça central do seu sistema APOGEE, você obtém dados relevantes e de fácil leitura de seus sistemas prediais. Você pode personalizar a interface para ver o que você precisa. E pode identificar e tratar a fonte de eventos com facilidade.

Arquitetura aberta – O Desigo CC para APOGEE foi desenvolvido para acompanhar a mudança da tecnologia nas instalações modernas. O APOGEE é um sistema aberto, baseado em torno do BACnet e é flexível o suficiente para trabalhar com muitos outros protocolos com a adição do Desigo CC. Sua arquitetura aberta traz controle incomparável de sistemas e equipamentos prediais críticos. Ele suporta uma variedade de protocolos de sistema aberto e padrões de TI, incluindo: OPC; Modbus; XNET; ONVIF; SNMP e SMTP.

O Desigo CC para APOGEE é também uma ferramenta poderosa para monitoramento de sistemas de alarme contra incêndio e é listado na UL para uso junto com os principais produtos contra incêndio da Siemens: FireFinder® XLS e Cerberus PRO.

O Desigo CC para APOGEE facilita a notificação de alertas e alarmes de incêndios e de segurança de vida aos usuários externos, utilizando a capacidade do recurso RENO (notificação remota). Os usuários podem selecionar uma variedade de notificações, como e-mail ou mensagem de texto para notificar até 50 destinatários. Onde quer que você esteja, pode ter certeza de que seu edifício está a salvo.

Melhor gerenciamento de energia – O APOGEE maximiza a eficiência de suas instalações para fazer com que seus ocupantes sejam mais produtivos e estejam mais seguros e confortáveis. Com a combinação da interface lógica do Desigo CC e o confiável Sistema de Automação Predial APOGEE, você pode monitorar e controlar facilmente o uso de energia. Ter controle inteligente de sistemas prediais significa estar mais informado quando toma decisões sobre o consumo de energia.

www.siemens.com.br/solucoes-prediais

#
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Free WordPress Themes - Download High-quality Templates