HMS networks apresenta análise anual do mercado de redes industriais

2019-05-09
Ethernet industrial e tecnologias sem fio crescendo de maneira constante – Primeiro ano de declínio para buses de campo em termos de novos nodos - Participação no mercado das redes industriais em 2019 de acordo com a HMS.

Cada vez mais equipamentos industriais estão sendo conectados a redes industriais. Em 2019, está previsto um crescimento de 10% no número de novos nodos conectados. A Ethernet industrial e as tecnologias sem fio continuam crescendo rapidamente, mas 2019 também fica marcado como o primeiro ano do declínio do bus de campo. Essas são as principais conclusões do estudo anual do mercado de redes industriais realizado pela HMS Networks. A Ethernet industrial representa atualmente 59% dos novos nodos instalados (52% no ano passado), enquanto os buses de campo estão nos 35% (42). A EtherNet/IP continua sendo a rede mais amplamente instalada, com 15%, mas a PROFINET está bem próxima, com 14%. As tecnologias sem fio continuam apresentando um sólido desenvolvimento e representam 6% do mercado (6).Cada vez mais equipamentos industriais estão sendo conectados a redes industriais. Em 2019, está previsto um crescimento de 10% no número de novos nodos conectados. A Ethernet industrial e as tecnologias sem fio continuam crescendo rapidamente, mas 2019 também fica marcado como o primeiro ano do declínio do bus de campo. Essas são as principais conclusões do estudo anual do mercado de redes industriais realizado pela HMS Networks. A Ethernet industrial representa atualmente 59% dos novos nodos instalados (52% no ano passado), enquanto os buses de campo estão nos 35% (42). A EtherNet/IP continua sendo a rede mais amplamente instalada, com 15%, mas a PROFINET está bem próxima, com 14%. As tecnologias sem fio continuam apresentando um sólido desenvolvimento e representam 6% do mercado (6).cipação no mercado em 2019 de acordo com a HMS - buses de campo, Ethernet industrial e tecnologias sem fio.



A HMS Networks apresenta sua análise anual do mercado de redes industriais, que se foca em novos nodos instalados no âmbito da automação de fábricas a nível global. Na qualidade de fornecedor independente de soluções para comunicação industrial e para a Internet das Coisas Industrial, a HMS tem um conhecimento considerável do mercado de redes industriais. A seguir apresentamos algumas das tendências previstas pela HMS para 2019 no setor da comunicação industrial..

Crescimento constante para a Ethernet industrial
No ano passado, a HMS chegou à conclusão de que a Ethernet industrial tinha ultrapassado pela primeira vez o bus de campo tradicional e esse desenvolvimento continua em 2019. Com uma taxa de crescimento constante de 20% (22), a Ethernet industrial representa atualmente 59% do mercado global (em comparação com 52% no ano passado). A EtherNet/IP é a maior rede Ethernet industrial, com 15% do mercado, mas a PROFINET quase eliminou a diferença e está atualmente nos 14%. As segundas classificadas a nível global depois da Ethernet são a EtherCAT, com 7%, a Ethernet POWERLINK, com 5%, e a Modbus-TCP, com 4%, todas apresentando um crescimento estável.

O bus de campo está em declínio
Pela primeira vez o bus de campo está apresentando um declínio de -5% (em comparação com um crescimento de 6% no ano passado), representando atualmente 35% dos novos nodos instalados. A rede bus de campo dominante continua sendo a PROFIBUS, com 10% do total do mercado mundial, seguida pela CC-Link, com 6%, e pela Modbus-RTU, com 5%.

Reflexões sobre o crescimento da Ethernet industrial e o declínio do bus de campo
"A transição para a Ethernet industrial continua e é promovida pela necessidade de alto desempenho e de integração entre instalações em fábricas e sistemas de TI/aplicações IdCI", declara Anders Hansson, diretor de marketing na HMS. "Pela primeira vez vemos que o bus de campo tradicional está efetivamente em declínio em termos de novos nodos instalados. No que diz respeito à Ethernet industrial, constatamos um crescimento considerável para muitas redes - para as estabelecidas Ethernet/IP, PROFINET, EtherCAT, POWERLINK e Modbus-TCP, bem como para as redes agrupadas na categoria de "outra Ethernet". Essa imagem fragmentada da Ethernet é muito interessante e comprova que a Ethernet industrial nunca se padronizou em uma rede, como muitos previram na década de 1990, quando as redes baseadas em Ethernet evoluíram pela primeira vez. Tal como os buses de campo, as várias redes Ethernet servem diferentes propósitos dependendo da aplicação industrial."

As soluções sem fio continuam com forte dinâmica
As tecnologias sem fio também estão apresentando um crescimento sólido de 30% (32), representando 6% (6) do total do mercado. Dentro das tecnologias sem fio, a WLAN é a mais popular, seguida pelo Bluetooth. "As tecnologias sem fio são cada vez mais usadas por construtores de máquinas e integradores de sistemas para arquiteturas de automação novas e inovadoras. Os usuários podem reduzir o cabeamento necessário e criar novas soluções para conectividade e controle", diz Anders Hansson. "Também consideramos o aumento das atividades em torno de tecnologias celulares a nível global (por ex., redes LTE/5G privadas) como facilitador para Fabricação Inteligente e Flexível nas fábricas."

Variações regionais das redes
Na Europa e no Oriente Médio, as redes EtherNet/IP e PROFINET estão liderando e a PROFIBUS continua sendo amplamente usada. Outras redes populares são a EtherCAT e a Ethernet POWERLINK. O mercado americano é dominado pelas redes CIP, com um impulso claro na direção da EtherNet/IP. A EtherCAT continua aumentando sua participação no mercado. Na Ásia, nenhuma rede se destaca como verdadeira líder de mercado, mas PROFINET, EtherNet/IP, PROFIBUS, EtherCAT, Modbus e CC-Link são amplamente usadas, com a CC-Link IE Field versão Ethernet também ganhando terreno.








Anders Hansson, diretor de marketing da HMS Industrial Networks




Escopo:

O estudo inclui a estimativa da HMS para 2019 baseada no número de novos nodos instalados em 2018 no âmbito da Automação de Fábricas. Um nodo é definido como uma máquina ou dispositivo conectado a uma rede industrial. Os números apresentados representam a visão consolidada da HMS, levando em consideração análises de colegas desse setor industrial, nossas próprias estatísticas de vendas e a percepção geral do mercado.