ROBÔS DA YASKAWA MOTOMAN LEVAM A AUMENTO DE PRODUTIVIDADE DA SULPLAST

2019-04-22
A Sulplast também obteve ganhos significativos de qualidade nos seus produtos e na repetibilidade de seus processos produtivos.

Em face do acirramento da concorrência, do aumento dos volumes e da elevação dos padrões de qualidade exigidos pelo mercado, especialmente das montadoras, a Sulplast, especializada no desenvolvimento e fabricação de peças técnicas em Fibra de Vidro e Termoplástico para uso nos mais variados setores da indústria, vem modernizando seu parque fabril, localizado em Rio Claro, São Paulo.

Segundo o diretor da Sulplast, Pedro Luiz Biancardi, através da implantação das células robotizadas da Yaskawa Motoman, parceria que teve início em 2010, a Sulplast obteve um ganho de produtividade, na ordem de 30%, em relação às operações manuais. “A empresa precisava adquirir uma solução que lhe permitisse obter ganhos de produtividade, custos e qualidade, de maneira que a companhia pudesse permanecer competitiva no mercado”, afirma.

O executivo ressalta que o primeiro robô adquirido foi o modelo UP50N NX100, aplicado para acabamento, ou seja, corte e furação de peças plásticas. Após o sucesso na implantação da primeira célula robotizada em 2010, a Sulplast já adquiriu mais duas células da Yaskawa Motoman: o robô MH165 DX100, instalado em 2014, e o robô MH180 DX200, adquirido no final de 2018 para suprir o aumento de demanda em função de novos projetos que estão sendo desenvolvidos pela empresa, cuja conclusão da instalação está prevista para junho de 2019.

O diretor destaca que os robôs estão instalados no setor de Termoplástico da Sulplast, realizando as operações de corte e furação das peças produzidas pelos processos de vacuum forming e rotomoldagem. “Cada célula dispõe de três mesas para abastecimento simultâneo, nas quais as peças são colocadas em dispositivos específicos e fixadas à vácuo. De fato, cada peça desenvolvida apresenta um dispositivo de corte/furação exclusivo, no qual existe uma tomada binária que faz comunicação automática com o robô. Assim, uma vez fixada a peça no dispositivo e liberada a mesa de trabalho pelo operador, o robô reconhece automaticamente a programação feita para o acabamento, iniciando imediatamente o processo de corte e furação da peça em questão”, explica.

Dessa forma, “graças aos investimentos contínuos em inovação e automação dos seus processos produtivos, a Sulplast se tornou referência no segmento de peças técnicas em fibra de vidro e termoplástico, fornecendo sistemas completos para as principais montadoras do mundo dos mais variados setores da economia, tais como: automotivo, máquinas e implementos agrícolas e equipamentos de construção civil, entre outros”, finaliza.

www.motoman.com/brasil